• Cuiabá - -
Olho No Esporte MT
MATO-GROSSENSE

Botelho assegura exames de ressonância magnética para mulheres com densidade mamária no SUS

Deputado é autor do PL Nº 2243/2023, que tramita na Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social na ALMT

Data: 24/02/2024 - Por: Da Redação


ESSA NOTÍCIA É UM OFERECIMENTO:



O Projeto de Lei 2243/23, proposto pelo deputado Botelho, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT, pode representar um avanço significativo na saúde das mulheres caso seja aprovado. A iniciativa visa garantir o direito das mulheres com mamas densas a realizar o exame de ressonância nuclear magnética, em conjunto com a mamografia, nas unidades públicas de saúde ou conveniadas ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Além de proporcionar um diagnóstico mais preciso, a proposta representa um importante passo na prevenção e tratamento precoce do câncer de mama. O projeto, apresentado em novembro do ano passado, atualmente está em tramitação na Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social, aguardando a primeira votação em Plenário.

O artigo 2º do projeto define como mama densa para o acesso ao exame de ressonância nuclear magnética o tipo muito denso, tipo C, de acordo com a classificação do Sistema de Categorização BI-RADS.

O câncer de mama é responsável por 28% dos novos casos de câncer e é o mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, depois do câncer de pele. Embora seja relativamente raro antes dos 35 anos, sua incidência é progressiva, especialmente após os 50 anos.

Em relação à prevenção, o rastreio de novos casos é considerado a melhor abordagem. A mamografia anual em mulheres acima de 40 anos é apontada como a forma mais eficiente de rastreio. No entanto, conforme destacado no projeto, algumas mulheres não se beneficiam desse método devido à densidade mamária, que dificulta a detecção de tumores malignos em estágios iniciais. Nesse contexto, a ressonância nuclear magnética torna-se necessária.







Top