• Cuiabá - -
Olho No Esporte MT
MATO-GROSSENSE

Programa SER Família Mulher Beneficia 58 Vítimas de Violência Doméstica, Enfatiza Primeira-Dama de MT

A iniciativa é considerada inédita no país, porque a beneficiária precisa se qualificar profissionalmente para manter o auxílio moradia

Data: 14/09/2023 - Por: Da Redação


ESSA NOTÍCIA É UM OFERECIMENTO:



O Programa SER Família Mulher completou seu primeiro mês de implementação em setembro, tendo beneficiado 58 mulheres com um auxílio moradia no valor de R$ 600 por mês. Este programa, idealizado pela primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, tem como objetivo fornecer apoio financeiro a vítimas de violência doméstica que possuam medidas protetivas e renda de até 1/3 do salário mínimo.

A iniciativa foi criada pela Lei Estadual nº 12.013/23 e é gerenciada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), com o apoio da Desenvolve MT e da rede integrada de proteção à mulher, que inclui a Secretaria Estadual de Segurança Pública, Justiça, e Secretaria Estadual de Saúde.

Para Virginia Mendes, o programa é a realização de um sonho. Ela enfatizou que muitas mulheres permanecem próximas aos agressores devido a questões financeiras, envolvendo não apenas a própria mulher, mas também seus filhos. Virginia agradeceu ao Governo do Estado e a todos os envolvidos na implementação do SER Família Mulher.

No entanto, ela também enfatizou a necessidade de leis mais rigorosas e pediu a atenção da Câmara e do Senado Federal. Virginia afirmou que é essencial que os agressores sejam presos imediatamente após a agressão, a fim de evitar tragédias como os casos de feminicídio.

O programa SER Família Mulher foi criado com o objetivo de fornecer condições imediatas de sobrevivência para mulheres vítimas de violência doméstica, afastando os agressores e oferecendo oportunidades para um recomeço de vida digna na sociedade. É considerado inovador no país, pois além do auxílio moradia, permite que as beneficiárias usem o dinheiro para pagar contas de água, luz ou ajudar amigos ou familiares.

As beneficiárias também precisam participar de cursos de qualificação profissional gratuitos por meio do Programa SER Família Capacita, como condição para continuar recebendo o benefício.

Algumas beneficiárias compartilharam suas experiências positivas, destacando como o programa melhorou suas vidas e as ajudou a se afastar de situações de violência doméstica.

O programa SER Família Mulher oferece um cartão auxílio-moradia no valor de R$ 600 e acompanhamento familiar por 12 meses, com prorrogação de um ano, se necessário, para mulheres vítimas de violência doméstica com renda per capita de até 1/3 do salário mínimo e que estejam sob medida protetiva. Além disso, as beneficiárias devem fazer cursos de qualificação profissional gratuitos por meio do programa SER Família Capacita.







Top