• Cuiabá - -
Olho No Esporte MT
MATO-GROSSENSE

Secretária de Meio Ambiente afirma que Mato Grosso está em conformidade com a lei e diminuiu o desmatamento ilegal

Estado tem atuado fortemente para combater crimes ambientais e responsabilizar infratores

Data: 04/09/2023 - Por: Da Redação


ESSA NOTÍCIA É UM OFERECIMENTO:



Mauren Lazzaretti, secretária de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema-MT), destaca a redução do desmatamento ilegal no estado nos últimos anos, evidenciando o crescimento da legalidade na supressão de vegetação no campo.

Ela ressalta que o foco da sociedade é evitar o desmatamento ilegal, e esse objetivo tem sido alcançado em Mato Grosso. No entanto, Mauren também aponta que houve um aumento do desmatamento com autorização ambiental, atingindo 42% no primeiro semestre deste ano, mas seguindo as legislações ambientais rigorosas do estado.

Além do combate eficaz ao desmatamento ilegal, que inclui embargos, multas e processos contra infratores, o avanço nas análises do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em Mato Grosso abriu áreas dentro da legalidade para aqueles que têm direito a fazê-lo.

A secretária destaca ainda a legalidade das ações de inutilização de máquinas usadas para desmatamento ilegal, a importância da conciliação ambiental para a rápida recuperação do dano ambiental e a implementação da rastreabilidade da madeira de Mato Grosso no mercado nacional e internacional.

Em relação à permissão para fiscais da Sema inutilizarem máquinas em casos extremos de desmatamento ilegal, Mauren Lazzaretti afirma que essa ação é necessária para evitar a continuidade dos danos ambientais.

Sobre os relatórios que indicam um aumento recente do desmatamento em Mato Grosso, a secretária esclarece que o aumento se refere ao desmatamento com autorização legal e que o estado tem se empenhado em melhorar a eficiência do poder público, garantindo a emissão de autorizações de desmate para aqueles que agem dentro da lei.

Mauren também enfatiza a importância da conciliação ambiental como uma estratégia para reduzir o tempo de resolução de questões ambientais e garantir a recuperação do dano ou a correção da infração. Ela menciona que mais de R$ 1,6 bilhão em multas foram aplicados neste ano em Mato Grosso e que os processos de recebimento desses valores estão em andamento.

Quanto ao Cadastro Ambiental Rural (CAR), Mato Grosso é um dos estados mais avançados na análise desses cadastros, com mais de 25% de seu território já validado. Isso impacta positivamente na economia do estado, facilitando a comercialização de produtos e o acesso a financiamentos.

Por fim, a rastreabilidade da madeira nativa em Mato Grosso é destacada como um diferencial para o desenvolvimento do estado, garantindo a legalidade e a transparência na comercialização desse recurso, que é fundamental para a economia local.







Top