• Cuiabá - -
Olho No Esporte MT
MATO-GROSSENSE

Retomada das obras nas rodovias MT-30 e MT-402 está prevista para outubro

A reunião foi acompanhada por 25 líderes comunitários, que comemoraram a resposta positiva do Poder Público

Data: 08/07/2023 - Por: Da Redação


ESSA NOTÍCIA É UM OFERECIMENTO:



Os moradores das regiões do Aguaçu e Ponte de Ferro, na baixada cuiabana, enfrentam diariamente problemas como poeira, buracos, acidentes e gastos com oficinas mecânicas.

Para solucionar essa situação, o deputado Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), se reuniu nesta quinta-feira (6) com o secretário da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT), Marcelo Oliveira, para cobrar a pavimentação das rodovias MT-30 e MT-402, que abrangem um percurso de quase 16 quilômetros.

A reunião foi acompanhada por 25 líderes comunitários, que comemoraram a resposta positiva do Poder Público.

Marcelo Oliveira explicou as dificuldades que causaram o atraso nas obras de pavimentação asfáltica das rodovias MT-30 e MT-402.

"As empresas vencedoras das licitações para o acesso ao Aguaçu e para a primeira etapa do Coxipó do Ouro não concluíram o trabalho.

Tivemos que refazer alguns trechos dos projetos, que serão entregues até o final deste mês", afirmou. O secretário estima que os contratos com as empreiteiras escolhidas sejam assinados em outubro.

Ele também destacou que 60% dos recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab-Digio) destinados a Cuiabá são para a manutenção das estradas estaduais sem pavimentação.

O presidente da ALMT saiu da reunião satisfeito, mesmo que as obras ainda não estejam concluídas. "Gostaríamos que as obras já estivessem prontas, mas houve esses contratempos que o secretário explicou.

Então, sabemos que as duas obras serão licitadas novamente em agosto, e todas as ordens de serviço serão emitidas até outubro. Daqui para frente, vamos acompanhar de perto", afirmou Botelho.

A precariedade das rodovias MT-30 e MT-402 afeta diretamente a vida das comunidades, causando transtornos no transporte e no acesso a serviços essenciais.

Manoel Bonfim, vice-presidente da Associação dos Pequenos Produtores da Ponte de Ferro, ressaltou a importância de medidas paliativas para amenizar a situação enquanto as obras são realizadas.

O deputado Eduardo Botelho informou que buscará junto às lideranças locais e às autoridades municipais a manutenção das vias estaduais não pavimentadas, utilizando recursos do Fethab.

A notícia da retomada das obras foi comemorada pelo empresário Valmir Adougo Hintz, dono de um camping no Coxipó do Ouro, que teve seu movimento drasticamente reduzido devido à situação da estrada.

"Antes, recebia cerca de 50 clientes em um final de semana, e agora tenho apenas duas reservas. É um prejuízo muito grande para quem investiu R$ 400 mil. Por isso, agradecemos ao Botelho, que nos ajuda a resolver essa situação", destacou.

Durante a reunião na Sinfra-MT, estiveram presentes representantes de diversas comunidades, como Coxipó do Ouro, Arraial dos Freitas, São Jerônimo, Recanto Tranquilo, Recanto dos Bandeirantes, Ponte de Ferro, Rio dos Médicos, Flor da Mata, Terra Santa, Jurumirim e o distrito do Aguaçu, cujas obras tiveram início em março e foram suspensas em dezembro de 2022.

Todos eles cobraram informações sobre o andamento das obras durante o encontro com Botelho.







Top